Suplementação Pós-Treino: como potencializar seus resultados

A suplementação alimentar é um hábito cada vez mais presente na rotina de atletas e das pessoas preocupadas com melhores resultados em sua rotina de exercícios físicos. A suplementação pós-treino também se popularizou pela profissionalização e maior conhecimento de Nutricionistas e Profissionais de Educação Física, melhores fórmulas e mais tecnologia nos diferentes suplementos, a maior disponibilidade de fabricantes e produtos e, ainda, os preços mais atrativos devido à essa concorrência.

Com tudo isso, é comum que muitas dúvidas surjam sobre como obter os melhores resultados com a suplementação. Neste artigo, listamos algumas orientações importantes para quem busca a suplementação pós-treino e ainda indicamos as melhores opções para potencializar seus resultados! Confira nos próximos tópicos.

Por que utilizar a suplementação?

Após o treino, e principalmente aqueles de alta performance e alto esforço, a suplementação ajuda tanto na recuperação dos músculos como também nos objetivos de ganhar massa muscular, mais força e até para prover mais nutrientes que a alimentação convencional não cobre.

É verdade que todos já conseguem uma boa recuperação pós-treino com uma refeição rica em proteínas, uma alimentação saudável no geral e também com uma boa noite de sono. Ainda assim, quando a prática de atividades físicas é mais intensa e o atleta tem objetivos maiores, a suplementação é de grande ajuda.

Potencializando resultados

Vamos cobrir agora alguns dos principais objetivos relacionados aos treinos e indicar quais são os melhores ativos para cada um deles.

Hipertrofia
Para o aumento de tamanho e volume dos músculos, complementando o treinamento de musculação, destacam-se os suplementos proteicos, como o Whey Protein, e também os carboidratos através dos hipercalóricos.

Recuperação muscular
O pós-treino é o momento em que a suplementação também foca na recuperação do tecido muscular e na recuperação da força, retardando a fadiga. O Whey Protein, bem como as proteínas Caseína e Proteína de Soja, trabalham no aumento da massa magra, e consequentemente na recuperação muscular após os treinos. O BCAA (aminoácido) também é excelente para recuperação do tecido muscular.

Mais energia
Neste ponto, temos uma demanda muito mais forte para o pré-treino, justamente pela necessidade de ter mais energia e disposição para seguir as sequências da musculação. Para isso, destacam-se a Creatina e os Carboidratos, como Maltodextrina, Ribose e Palatinose.

O organismo irá utilizar a Creatina quando já estiver exausto durante a prática esportiva, com ação para que o praticante consiga concluir o treino sem encurtar ou cortar séries. Já a Maltodextrina é um carboidrato, grupo alimentar que fornece energia através da digestão. Outros tipos de carboidratos, como Ribose, Frutose e os de baixo índice glicêmico (Palatinose e Waxy Maize) estão sendo mais prescritos.

Emagrecimento
Para o objetivo de emagrecer, combinando eliminar gordura, aumentar a saciedade e ganhar massa magra, destacam-se o Whey Protein e os ácidos graxos, a exemplo do óleo de peixe, o óleo de cártamo e ainda o óleo de semente de linhaça.

Como acertar na suplementação pós-treino

Cada pessoa tem sua rotina de exercícios e de alimentação, logo é importante que o consumo da suplementação também siga uma lógica individual. A melhor forma de acertar na sua suplementação pós-treino é consultar um Nutricionista ou médico Nutrólogo.

Suplementação alimentar é um investimento em saúde e bem-estar. É importante se cuidar e optar pelos melhores produtos disponíveis e acessíveis para você. Aproveite para conhecer os produtos Performance Nutrition e comprar os melhores suplementos nutricionais em nossa loja online!

Jejum Intermitente

Jejum Intermitente: tudo o que você precisa saber

Jejuar, como a maioria das pessoas já sabe e ao menos uma vez precisou realizar, é privar-se de uma refeição ou evitar a alimentação por um período específico. Recentemente, a prática do jejum intermitente tem ganhado espaço e destaque, inclusive com reconhecimento da comunidade médica, entre quem deseja emagrecer.

De fato, o jejum intermitente é eficiente para diferentes objetivos relacionados à saúde. Existem muitas dúvidas sobre como o jejum funciona, qual é o método mais adequado de seguir, quais são as vantagens e desvantagens, quem pode realizar, e assim em diante.

Aqui trouxemos algumas das mais importantes questões sobre o jejum intermitente. Confira a seguir!

O que é jejum intermitente?

O jejum intermitente — muito referido pela sigla JI e também pelo termo em inglês Intermittent Fasting — é um método focado no emagrecimento em que a pessoa combina períodos de alimentação livre com outros sem refeições. Um dos pontos de destaque que atrai muitas pessoas a este método é que as refeições dentro do período permitido são livres, com algumas poucas versões incluindo contagem de calorias. Outra vantagem, que faz com que o jejum intermitente seja seguido por muitos atletas, é que esse formato de dieta não causa perda de massa muscular.

Então, resumidamente, o jejum intermitente é o hábito de jejuar, pela noite ou em dias específicos, com objetivo de emagrecer, embora atualmente existam estudo conclusivos sobre outros benefícios para a saúde como a regulação da glicose, redução da inflamação e reparação de células danificadas, até mesmo melhorando o envelhecimento.

Quem pode fazer?

Entende-se que qualquer adulto saudável pode seguir o jejum intermitente. Alguns casos são claros sobre quem não pode fazer o jejum intermitente, incluindo pacientes com:

  • Diabetes e outras doenças metabólicas;
  • Hipertensão;
  • Câncer;
  • ou distúrbios alimentares.

Também não é recomendado para crianças, gestantes e lactantes ou pessoas maiores de 60 anos. Para todos os casos, é essencial passar por avaliação médica e assim esclarecer qualquer dúvida.

Métodos de jejum intermitente

Os diferentes métodos de jejum intermitente são descritos como uma fórmula numérica, por exemplo:

  • 16:8 – oito horas diárias com alimentação liberada, e 16 horas seguidas de jejum.
  • 14:10 – dez horas com alimentação, 14 em jejum.
  • 5:2 – cinco dias da semana com alimentação livre — controlada e saudável — e dois, seguidos ou alternados, com contagem máxima de calorias.

Existem outras variações, incluindo até 18 horas de jejum ou mesmo um dia sem refeições. Geralmente as refeições priorizadas são o almoço e o jantar, incluindo algum lanche pela tarde. Vale observar que o jejum intermitente traz resultados no longo prazo, devendo ser seguido por no mínimo dois meses.

Como começar o jejum intermitente

O primeiro e mais importante passo é consultar um profissional, seja um Médico Especialista ou um Nutricionista. Esse suporte é importante para que você alinhe seu objetivo e expectativas, tire suas dúvidas e receba as instruções adequadas para seguir com o jejum intermitente.

Para alguns casos, a exemplo de quem já segue uma rotina de prática de esportes ou atividades físicas, esse profissional pode recomendar a suplementação necessária para garantir a absorção de proteínas e outros elementos necessários para uma alimentação rica e saudável. Agora aproveite e leia também tudo o que você precisa saber sobre Whey Protein.

Exercícios Físicos na Terceira Idade

Prática de Exercícios Físicos na Terceira Idade

A prática de atividade física é importante por diversos benefícios que oferece à saúde e por sua capacidade de proporcionar bem-estar e elevar a autoestima de um indivíduo.

Já na terceira idade, o exercício físico tende a ser muito mais indicado justamente por ajudar no processo de fortalecimento de musculatura e ainda prevenir doenças relacionadas à idade mais avançada.

Dito isso, é fundamental a prática de exercícios físicos para a terceira idade. Siga com a leitura e conheça quais as atividades mais recomendadas, por onde começar e quais os principais benefícios.

Exercícios físicos para os idosos, realmente é uma boa?

Talvez essa dúvida esteja presente na maioria das pessoas que não entendem os benefícios que a atividade física proporciona ao corpo e a mente.

Por isso, é fundamental entender por onde começar e se livrar do senso comum que muitas vezes dita que essa prática é prejudicial ao idoso. Muito pelo contrário, só traz vantagens quando realizado da maneira correta e com a orientação profissional adequada.

Depois de uma investigação em relação ao condicionamento físico do idoso e um acompanhamento de perto dos seus hábitos e costumes, é hora de introduzir no seu dia a dia atividades que cooperem para a manutenção da sua saúde.

Assim, envelhecer em boas condições e de forma saudável será uma excelente oportunidade para que o idoso se mantenha ativo e conquiste mais qualidade de vida.

Por onde começar com os exercícios?

Para aqueles que nunca tiveram o costume de praticar nenhum tipo de atividade física, é interessante que o início se dê de forma tranquila e gradativa. Pode-se iniciar com uma caminhada ao menos 3 vezes por semana.

Sem esquecer dos alongamentos que são essenciais para evitar lesões, melhora na flexibilidade e ajudam no fortalecimento muscular. Outra forma de iniciar os exercícios físicos é adotar a prática de atividades na água, como hidroginástica ou mesmo natação.

Além da musculação, que ao contrário do que muitos imaginam não ser indicada para o público da terceira idade por se trabalhar com pesos, também é perfeitamente adequada para essa faixa etária.

Quais os benefícios da atividade física na terceira idade?

O progresso na saúde que os exercícios físicos proporcionam para a população idosa são diversos e os principais são:

  • Fortalecimento da musculatura;
  • Ampliação dos vínculos sociais;
  • Ajuda na prevenção de doenças cardiovasculares;
  • Reduz os riscos de queda;
  • Promove o bem-estar e eleva a autoestima;
  • Melhora a memória;
  • Elimina o estresse.

Independentemente de qual for a atividade escolhida, é importante manter-se em movimento e adotar um estilo de vida mais saudável. Quanto mais cedo esses hábitos saudáveis forem introduzidos ao dia a dia, mais fácil será mantê-los.

Conclusão

Para evitar as consequências degenerativas do envelhecimento, é interessante adotar hábitos mais saudáveis e encontrar o equilíbrio necessário para continuar vivendo de forma plena e com qualidade.

Invista na prática de exercícios físicos regularmente e busque o acompanhamento profissional necessário para que possa evoluir e colher as vantagens de uma vida mais equilibrada.

Gostou do artigo? Leia mais outros assuntos interessantes sobre vida saudável, alimentação e atividade física no nosso blog.

Não Desistir da Dieta

Aprenda como Não Desistir da Dieta

Conseguir estabelecer uma relação saudável com a comida e conquistar resultados significativos é, sem dúvida alguma, uma das grandes realizações de quem busca emagrecer e mudar seus hábitos de vida.

Mas é necessário mencionar o grande desafio que é viver praticando exercícios físicos regularmente e seguindo uma dieta. Principalmente para aqueles que não estão habituados com isso e por isso é tão comum que as pessoas acabem desistindo durante esse processo.

No início é sempre muito empolgante, você se matricula na academia, faz acompanhamento com o nutricionista, começa a se exercitar com frequência e se alimentar de maneira adequada. Mas logo depois, não vê resultados, se desespera e desiste. 

Geralmente é esse o ciclo. Mas é hora de romper o ciclo e conquistar os resultados que sempre sonhou. Aprenda como não desistir da dieta! 

Cuide da sua saúde mental e emocional

É muito comum que a grande maioria das pessoas que deseja perder peso, foque somente na dieta em si e não inclua o cuidado com a saúde mental e emocional. Já parou para se perguntar ou mesmo observar como é sua relação com a comida? 

O que acontece conosco tem forte influência na maneira como nos alimentamos, algumas vezes acabamos por descontar nos alimentos nossa frustração, tristeza e raiva. Por isso, busque ajuda e o equilíbrio necessário para seguir em frente.

Defina suas metas e objetivos

Não ter objetivos claros faz com que seja mais difícil identificar suas conquistas na dieta, estabeleça metas a longo e curto prazo. E assim, foque em alcançar cada uma delas.

Obviamente, você precisa trabalhar com metas alcançáveis e possíveis, nada de objetivos malucos e irreais que só farão você se sentir desmotivado quando não conseguir conquistá-los. Seja realista e tenha paciência!

Não se cobre excessivamente

Acreditar que só terá resultados se sua dieta for extremamente restritiva com certeza trará grandes frustrações. A alimentação deve ser equilibrada e prazerosa, sofrer e passar vontade não deve ser uma rotina na sua dieta.

Respeite seu corpo e não se culpe! Como já mencionado anteriormente, ter uma relação saudável com a comida é um dos pontos principais para não desistir da dieta. Quando mudamos bruscamente nossos hábitos alimentares, as chances de desistência são maiores.

Entenda que tudo é um processo e não se cobre demais.

Tenha organização

Quando precisamos seguir novos hábitos alimentares e nos reeducar, é importante manter uma organização que funcione para o nosso dia a dia. Se você trabalha ou estuda e tem uma rotina corrida, é interessante adotar o uso de marmitas.

Separar um dia para preparar e armazenar os alimentos que irá consumir durante a semana ajudará a manter o foco e não acabar comendo além do que se propôs inicialmente. 

Compreenda que tudo leva tempo e esforço

Querer tudo para ontem é coisa de criança, não caia na armadilha de desejar conquistar grandes resultados em pouquíssimo tempo. Entenda que emagrecer é um processo e que é necessário consistência e constância.

Não dá para esperar perder tudo que adquiriu em anos, em apenas algumas semanas. Tenha isso em mente quando pensar em desistir. Foque em tudo que já conquistou e siga confiante na conquista de uma vida mais saudável.

Gostou do que leu? Continue complementando seus conhecimentos sobre vida saudável, treino e dieta com nossos outros artigos do blog.

Hipertrofia

Mitos e Verdades sobre Hipertrofia

A hipertrofia, de forma mais técnica, é o crescimento e aumento de células do tecido muscular. Ou seja, a hipertrofia é o ganho de massa muscular conquistado através da prática de exercícios físicos, e principalmente na musculação.

Conquistar mais massa muscular e mais definição depende de três fatores, conforme detalharemos nos próximos tópicos. Aqui, trouxemos alguns dos mais comuns mitos e verdades sobre a hipertrofia.

Acompanhe e descubra!

Quanto maior o esforço, maiores são os resultados

Mito, e que inclusive precisa ser combatido. Sim, os treinos de musculação são essenciais para ganhar massa muscular e chegar a hipertrofia. O esforço, tanto em repetições como em carga, é o que vai trazer resultados, porém isso não significa que seu treino deve ser exaustivo, mais longo ou mais pesado do que o necessário.

É por isso, também, que o acompanhamento de um Profissional de Educação Física ou um Personal Trainer é necessário para não correr riscos de lesões e acabar inviabilizando todo seu treino.

Carboidratos atrapalham a hipertrofia

Este é um mito. Além da prática de exercícios físicos, com destaque para a musculação, a alimentação saudável é o segundo elemento essencial para a hipertrofia. As proteínas são as mais importantes para apoiar a recuperação do tecido muscular e seu crescimento, mas os carboidratos também têm papel fundamental para balancear as refeições e garantir energia para seus treinos e a rotina.

O segredo está em balancear cada grupo alimentar nas refeições, além de optar pelos carboidratos mais nutritivos.

Uma boa noite de sono é importante para ter resultados

Verdade! O sono é reparador e complementa perfeitamente a prática de exercícios físicos, sendo o terceiro elemento necessário para conquistar a hipertrofia. De fato, um ponto muito importante para que todos conheçam é que a hipertrofia não acontece no momento do treino, e sim no descanso, quando o tecido muscular se recupera e se adapta às novas exigências de esforço. Além desta recomposição muscular, dormir é importante também para ter energia para seguir sua rotina de treinos.

É melhor não treinar o mesmo grupo muscular em dias seguidos

Sim, é verdade! Você certamente já sabe que os treinos são divididos, por exemplo, entre braços, pernas e assim em diante. O treino voltado para hipertrofia combina repetição e uma carga maior de peso, logo o esforço também é maior e seus músculos precisam de tempo para se recuperar, seguindo a mesma ideia do ponto anterior.

A hipertrofia depende totalmente de suplementação

Mais um mito, porém precisamos observar essa questão com mais atenção. É possível conquistar a hipertrofia apenas combinando treinos, alimentação e descanso. Porém, a suplementação nutricional ajuda muito na recuperação do tecido muscular e no ganho de massa magra. Além da proteína necessária para suplementar o consumo diário necessário, existem outros suplementos que ajudam a reduzir gordura, aumentar a energia e assim em diante.

O acompanhamento com um Nutricionista ou Médico especializado é muito importante para quem busca a hipertrofia, assim montando um cardápio mais adequado e conhecendo exatamente o que é necessário suplementar.

Agora que você conheceu os mitos e verdades sobre hipertrofia, confira também tudo o que você precisa saber sobre Whey Protein.

Whey Protein

Tudo o que você precisa saber sobre Whey Protein

A proteína do soro de leite se popularizou como o suplemento nutricional Whey Protein. Talvez você até já conheça o produto e alguns de seus benefícios, mas é sempre interessante entender os detalhes relacionados à suplementação e aos hábitos mais saudáveis, concorda?

Bem, neste artigo, preparamos uma lista com as principais dúvidas comuns e também pontos importantes para conhecimento sobre o Whey Protein e seu consumo.

Ao final, deixamos a recomendação de cinco produtos Performance Nutrition ideais para quem está buscando Whey Protein. Acompanhe nos tópicos a seguir!

O que é Whey Protein?

Como mencionado acima, o Whey Protein é um suplemento alimentar/nutricional proteico extraído do soro do leite. Ele é apresentado principalmente em pó, com sabor ou não, que deve ser preparado a cada consumo.

O Whey se destaca como uma proteína de fácil digestão e absorção, fornecendo os aminoácidos ao organismo. Por essa característica, o suplemento é ideal para a recuperação e construção do tecido muscular, se popularizando entre quem tem uma rotina de atividades físicas.

Por que consumir o Whey Protein?

Seguindo o exemplo acima, a proteína é indicada tanto para quem pratica esportes aeróbicos de longa duração, como corrida ou ciclismo, quanto para quem busca a hipertrofia.

Outros benefícios já observados em estudos estão relacionados com a suplementação alimentar para idosos sarcopênicos ou inapetentes. Quem deseja emagrecer ou perder peso de forma saudável, encontra no Whey um ótimo aliado.

Em todos estes casos, porém, atente-se para a necessidade de seguir orientações de profissionais habilitados, seja de um Nutricionista ou Médico.

Tipos de Whey Protein

No mercado, é possível encontrar três tipos de Whey. São eles:

  • Concentrado – É o mais tradicional e acessível, o qual o soro do leite passa pelo processo de ultrafiltragem e a concentração proteica atinge o percentual de 80%, eliminando ao máximo de gorduras e carboidratos, mas ainda mantendo uma pequena quantidade. É indicado para quem está em busca de aumento de massa magra, com um perfil mais estético.
  • Isolado – Passa pelo processo de microfiltragem, e nessa versão atinge um percentual proteico por volta de 92%, já não contendo carboidratos e lactose. Esta apresentação é indicada para intolerantes à lactose.
  • Hidrolisado – É obtido a partir do Whey Isolado, mas que passa pelo processo de hidrólise que quebra a proteína em peptídeos de aminoácidos, o que facilita a absorção e possui um percentual proteico bem superior a 92%. É considerada a apresentação mais nobre de Whey, muito utilizada em pós-cirúrgicos, para cicatrização rápida, e também para intolerantes à lactose.

Mas não basta saber que existem esses três tipos, também é fundamental que você verifique a procedência do produto. É muito importante ler a tabela nutricional, ver o tipo de filtragem e se a quantidade de ingredientes não é grande demais ou com carboidratos em excesso, para ter certeza que o produto não é adulterado ou com excesso de misturas.

Além disso, sempre duvide se o produto tiver um preço muito abaixo no mercado. A matéria-prima Whey Protein é, em sua grande maioria, importada. Logo, se você perceber que o preço está muito abaixo, pode ser que o Whey seja fraudado.

Whey Protein com a Performance Nutrition

Desde 1987, nosso objetivo é atender as necessidades do segmento de Nutrição Esportiva. A Performance Nutrition atualmente possui uma linha completa em todas as categorias de produtos: Proteínas Concentradas, Isoladas e Hidrolisadas; Aminoácidos em Pó e Líquido; Hipercalóricos, Barras Proteicas, Minerais, Ácidos Graxos, Prebióticos, Probióticos, Produtos para Esportes de Endurance e outras modalidades.

Contamos com excelentes opções de Whey Protein para todos os perfis e necessidades dos consumidores. Conheça:

Além de trabalhar com parceiros que disponibilizam nossos produtos em diversos pontos de venda, você pode comprar os produtos Performance Nutrition online. Confira os detalhes dos produtos nos links acima e aproveite!

Suplementos para emagrecer

Suplementos para Emagrecer: tire todas as suas dúvidas aqui

Destacamos por aqui, em muitos artigos, sobre a necessidade de combinar a prática de exercícios físicos com uma alimentação equilibrada quando o objetivo é emagrecer. O emagrecimento é um processo, que pode ser mais fácil ou mais difícil entre cada pessoa.

Ainda assim, o que pode ajudar (e muito!) no seu emagrecimento é a utilização dos suplementos adequados. Populares e muito buscados por quem quer ganhar massa magra, é interessante conhecer que existem sim suplementos para quem deseja emagrecer, perder peso, medidas e secar gordura.

Listamos aqui as principais dúvidas do público sobre os suplementos para emagrecer. Confira!

O que são suplementos alimentares?

De forma resumida, são nutrientes extraídos de fontes alimentares, tais como o soro do leite, soja, ovo e beterraba. Estes são transformados em alimentos pré-digeridos que estão na forma em produtos em cápsulas ou pó, devendo ser utilizados como complemento da alimentação para atletas ou desportistas que buscam nutrientes em quantidades específicas, sempre para suprir suas necessidades diárias.

No objetivo do emagrecimento, os suplementos entregam os nutrientes necessários sem as calorias excessivas. Existem, também, aqueles voltados para acelerar o metabolismo, melhorar a digestão e outros aspectos da saúde, como os termogênicos, as vitaminas e os ácidos graxos.

Whey Protein ajuda a emagrecer?

Sim! O suplemento conhecido como Whey Protein (proteína do soro do leite) pode ser utilizado por quem deseja emagrecer pois, além de ajudar no ganho de massa muscular, que é um processo que tem um grande gasto calórico, ajuda na saciedade.

De forma geral, independentemente do tipo de whey, sendo ele concentrado, isolado ou hidrolisado. Porém, já que existem diferentes opções deste produto, para emagrecimento, destacamos a importância de observar a necessidade calórica e nutricional de cada pessoa.

Como os termogênicos funcionam?

Os suplementos do tipo termogênicos são usados antes do treino. Eles ajudam a queimar gordura e aumentar a disposição, pois produzem calor e assim aceleram o metabolismo. Alguns alimentos contam com características termogênicas, a exemplo da cafeína, a canela, as pimentas e o gengibre.

O que são os ácidos graxos?

O ômega-3 é o mais famoso deles, mas não é o único! A suplementação de ácidos graxos é importante, pois nossa alimentação não absorve boas quantidades. Os ácidos graxos são gorduras boas, excelentes para a melhora da performance durante atividades físicas, tanto em potência aeróbica como na força muscular. O óleo de cártamo e óleo de semente de linhaça são outros exemplos, com destaque para a função de regular a glicemia e ajudar na redução da compulsão alimentar.

Como escolher os suplementos para emagrecimento?

Mesmo com todas as informações disponíveis na internet, pela sua própria saúde e bem-estar, busque orientações com um profissional, seja nutricionista ou médico nutrólogo. Estes especialistas vão entender seu objetivo para então alinhar a suplementação necessária, além de instruir como e quando você deve utilizá-la na rotina.

Além disso, a suplementação não funciona sozinha. A alimentação e um treino regular tem igual importância, e assim pode ser interessante também buscar um profissional de Educação Física para montar sua agenda de exercícios.

Agora que você tirou suas dúvidas, que tal conferir ótimas opções de suplementos para emagrecer? Visite nossa página especial de produtos Performance Nutrition!

Receitas para o Emagrecimento

Receitas Rápidas e Fáceis para o Emagrecimento

Quando alguém quer emagrecer, é importante adotar diversas estratégias para adaptar sua rotina e assim incluir atividades físicas e receitas saudáveis em seu dia a dia. A alimentação é um fator muito importante para o emagrecimento, e muitas pessoas vão ter dificuldade justamente nessa demanda, seja necessitando de uma reeducação alimentar ou conhecendo novos ingredientes e receitas para incluir no cardápio.

Para ajudar neste objetivo, hoje trouxemos aqui algumas opções de receitas rápidas e fáceis para quem deseja emagrecer. Confira e anote essas dicas para incluir na sua rotina!

Panqueca de Espinafre

Opção bem-vinda para lanches e refeições, com o benefício de não utilizar farinha! Você vai precisar de:

  • 1 ovo e 1 clara;
  • 1 xícara de chá de folhas de espinafre;
  • Sal, salsinha e pimenta a gosto.

Além do recheio ou complemento que desejar (queijo branco, peito de peru, cream cheese, alface, tomate, frango desfiado).

Comece batendo os ovos, o espinafre e o tempero no liquidificador. Então, leve essa massa para fritar em uma frigideira antiaderente, cuidando para não deixar sua panqueca muito grossa. Cozinhe dos dois lados, recheie e sirva, podendo acompanhar ainda uma deliciosa salada!

Espaguete de Pupunha

Para substituir a massa tradicional, o espaguete de pupunha é uma opção saborosa, podendo ser servido com pesto de manjericão ou molho de tomate rústico. Pode também complementar saladas e outros pratos, pois basta cortar o palmito pupunha em um ralador adequado.

Outras opções são o espaguete de abobrinha, que deve ser levemente cozido, e outras preparações como lasanha de pupunha, lasanha de beringela, etc.

Burrito Bowl

O burrito é uma preparação tradicional da culinária mexicana. A versão bowl é um burrito na tigela! Dispensando a massa da tortilla, você pode preparar um prato com feijões, milho, pico de gallo (vinagrete), guacamole, alface e carne desfiada, ou frango, para uma refeição completa e que mata a fome! Se desejar, inclua quinoa ou cuscuz para complementar, e tempere com limão e pimenta a gosto!

Ratatouille

Popularizado naquele filme da Disney, o ratatouille é um prato de legumes assados ou grelhados, que pode ser servido quente ou frio. Diferentemente da receita tradicional, vamos dispensar o uso de óleo e azeite, ok?

Pique como preferir:

  • 1 tomate;
  • 1 pimentão vermelho ou amarelo;
  • 1 cebola;
  • 1/2 xícara de uva passa;
  • 1 berinjela;
  • 1 abobrinha;
  • Sal e pimenta do reino a gosto.

Comece refogando cebola e pimentão, acrescente os demais ingredientes deixando o tomate e as uvas passas, se desejar, para o final. Tempere com sal e pimenta e sirva como acompanhamento!

Gelatina de chia

Ideal para o café da manhã ou um lanche da tarde, essa receita não é tão rápida pois precisa de algumas horas na geladeira. Ainda assim, é saudável e muito fácil. Você vai precisar de:

  • 2 colheres de semente de chia;
  • 300 ml de leite de coco (bebida vegetal);
  • Manga picada;
  • Amoras, mirtilo ou morango (opcional);
  • Mel para adoçar (opcional);
  • Canela em pó a gosto.

Misture a semente de chia com o leite de coco e coloque potinhos individuais, preferencialmente de vidro. Leve à geladeira por cerca de 2 horas ou até que atinja consistência de gelatina. Para servir, coloque as frutas picadas e uma pitada de canela para realçar o sabor e ainda ativar o metabolismo!

Enfim, vale ressaltar que o apoio de Nutricionistas e mesmo de Médicos especialistas é sempre interessante para quem busca o emagrecimento. Apresentamos aqui opções de receitas rápidas e fáceis, aproveite e confira também como utilizar os suplementos para emagrecer.

Emagreça com Receitas Saudáveis

Emagreça com Receitas Saudáveis

Emagrecer é um processo complexo. Com certeza você já sabe que resultados como a perda de peso e redução de medidas levam tempo e exigem dedicação. Inclusive, se o objetivo é emagrecer, o primeiro passo é adaptar diversos pontos da rotina para incluir a combinação de atividade física, alimentação equilibrada e sono em dia.

Neste artigo, como você já pode conferir no título, vamos focar na parte de alimentação. Não é nenhuma novidade que, para o emagrecimento, o ideal é optar pelas receitas saudáveis, montando uma dieta mais equilibrada, rica em nutrientes e que traga saciedade, sem exageros.

Acompanhe nos próximos tópicos os benefícios das receitas saudáveis em seu emagrecimento e também alguns exemplos práticos para a sua rotina.

Características de uma receita saudável

Bem, uma alimentação saudável é marcada por diferentes características e elementos. Ela é essencial para todos, e não somente nos objetivos de emagrecimento ou fortalecimento. Receitas saudáveis, então, existem para cobrir todas as refeições, preferências e restrições alimentares de cada pessoa.

Existem desde as mais restritivas até aquelas que são adaptações de pratos ou lanches mais populares, como opção mais saudável sem perder o gosto pela refeição. No geral, podemos dizer que as características mais comuns entre receitas saudáveis são:

  • Redução de carboidratos, principalmente os processados;
  • Redução do açúcar ou sua substituição;
  • Redução do sal;
  • Maior quantidade de grãos, legumes e verduras;
  • Inclusão de frutas e outras sementes;
  • Opção por proteínas magras;
  • Utilização de gorduras mais saudáveis.

Tudo sempre acompanhado de uma boa hidratação, com a ingestão de água e também de sucos naturais.

Exemplos de receitas saudáveis para emagrecer

Para não estender este artigo além do necessário, vamos apresentar agora ideias de receitas saudáveis para incluir no seu dia a dia e ajudar no processo de emagrecimento!

Refeições Low Carb
Low Carb é um tipo de dieta que prioriza a redução de carboidratos na dieta. Observe que falamos em redução, e não em corte. Trocas por outras opções também são bem-vindas. Como os carboidratos ainda são necessários para ter energia durante o dia, existe a substituição da batata branca pela batata doce, a inclusão da mandioca, troca dos grãos, pães e massas por versões integrais, etc.

Assim, são opções de receitas para suas principais refeições: espaguete de abobrinha ou outros legumes, purês, tortas de legumes, nhoque com abóbora, filés de frango ou de peixes, caldinhos, etc.

Lanches saudáveis
Para seu desjejum ou no meio do dia, para repor as energias e evitar a compulsão por doces ou salgadinhos, os lanches também existem com opções de receitas saudáveis. Procure experimentar: chips de legumes e frutas, pipoca sem óleo, salgadinho de grão bico, iogurte natural, bebidas vegetais e assim em diante.

O ponto de atenção é que, para emagrecer, o mais importante é regular porções sem perder a absorção de nutrientes.

Lembre-se de que o melhor caminho para definir uma nova dieta é consultar um profissional Nutricionista. Além de entender sua rotina, preferências e até possíveis restrições e alergias alimentares, um Nutricionista pode resolver suas dúvidas, montar um cardápio dentro das suas expectativas e indicar as melhores receitas para cobrir suas refeições!

Aproveite e leia também sobre os principais tipos de dieta para emagrecimento.

5 Exemplos de Exercícios para Perder Barriga

O desejo de eliminar a gordura localizada na barriga é a principal motivação de inúmeras pessoas que iniciam a prática de atividade físicas.

E nem sempre, na verdade na grande maioria dos casos, é fácil conseguir perder aquela gordurinha “pochete”. Mas, com certeza, seja em casa ou na academia existem os exercícios mais indicados para essa finalidade.

Foi pensando nisso que trouxemos 5 exemplos simples de exercícios que focam em perder a barriga e o ajudarão a conquistar a definição no abdômen que sempre sonhou. Acompanhe agora!

Corrida

Os aeróbicos são excelentes aliados no processo de emagrecimento, melhorando ainda seu condicionamento físico e trabalhando a elevação da sua frequência cardíaca por ser de alta intensidade.

A corrida, além de queimar gordura, pode se tornar um momento de puro relaxamento também, sim, acredite! Dependendo ainda de onde for realizada, a corrida é a oportunidade perfeita para colocar o corpo em movimento enquanto corre e relaxar.

Mas lembre-se de que tudo é um processo e o indicado é que a corrida se inicie aos poucos para que não ocorra nenhuma lesão.

Pular Corda

Também trabalhando o princípio da corrida que eleva a frequência cardíaca e com isso a perda de gordura. Pular corda é uma ótima opção para quem não gosta de correr ou simplesmente prefere essa modalidade.

Eliminando gorduras localizadas, esse exercício fará com que ganhe definição muscular também. Pois é perfeito para tonificar glúteos, panturrilha, abdômen e bumbum.

Para quem achava que pular corda era só coisa de criança, comece a pensar nesse exercício como um grande aliado na busca por uma vida mais saudável e na ajuda da perda de gordura.

Pedalar

Outra importante e eficiente maneira de eliminar a gordura na barriga é a prática de pedalar. Há inúmeros estudos que associam o hábito de pedalar até o trabalho, por exemplo, com o emagrecimento, em um simples trajeto de 10 minutos.

Por isso, andar de bicicleta ou mesmo praticar a pedalada na academia ajudará no processo de emagrecimento, já que pode ser feito em um ritmo moderado e com frequência.

E para evitar qualquer tipo de lesão, principalmente no joelho, não esqueça de fazer essas atividades com proteção e orientação profissional.

Agachamento

E por último, mas não menos importante, o agachamento é um dos melhores exercícios para perder barriga. Inclua esse exercício no seu planejamento de emagrecimento e perceba os resultados aparecerem com o tempo.

O agachamento aliado ao salto é excelente na perda de barriga porque é uma atividade completa e que trabalha diferentes grupamentos musculares. Ao agachar e saltar você potencializa os resultados e conquista um emagrecimento de forma eficiente.

Conclusão

Você pôde notar que os famosos abdominais não foram incluídos nos exemplos para perder barriga, justamente porque eles não possuem o gasto calórico suficiente para emagrecer. O que de fato ajuda nesse processo é queimar calorias.

Por isso, foque nas atividades mencionadas acima e alie com os abdominais que ajudarão na parte de definição. E lembre-se: os resultados virão com dedicação e paciência.

Select the fields to be shown. Others will be hidden. Drag and drop to rearrange the order.
  • Image
  • SKU
  • Rating
  • Price
  • Stock
  • Availability
  • Add to cart
  • Description
  • Content
  • Weight
  • Dimensions
  • Additional information
  • Attributes
  • Custom attributes
  • Custom fields
Click outside to hide the compare bar
Compare
Wishlist 0
Open wishlist page Continue shopping
Carrinho de compras fechar